Blog Dentalclean

Odontopediatria na infância: por que optar?

5 (100%) 1 vote

Apesar de não ser tão comum, o atendimento odontológico de um bebê começa, na verdade, antes dele nascer, nas consultas pré-natais odontológicas da mãe. Essas avaliações no período gestacional são de extrema importância por todos os problemas que pode acarretar a sua saúde bucal devido à alta taxa de hormônios.

Normalmente, para a mãe é apenas uma consulta preventiva para certificar-se de que todas as medidas estão sendo tomadas para que não apareça enfermidades bucais que podem afetar tanto a ela quanto ao bebê.

Nesse momento, é possível que a mãe tire as dúvidas a respeito da saúde bucal do bebê. Apesar disso, é necessário buscar por um dentista infantil para que ele possa realizar o melhor tratamento para o seu filho.

Quando procurar por um dentista infantil?

O ideal é que o cuidado com os dentes do bebê comece na fase gestacional. Além de todo o cuidado da mãe com sua própria saúde bucal, também é necessário atentar-se à alimentação para que não prejudique as fases de crescimento do filho ainda na barriga. Por isso, é importante manter uma alimentação balanceada.

Caso seja necessário, procure por um dentista infantil na internet através do marketing digital para dentistas. Dessa forma, é possível garantir um atendimento de qualidade e com eficiência.

É importante que a alimentação seja baseada em proteínas, fósforo, vitaminas e cálcio, pois influenciam positivamente na dentição do bebê. Normalmente, os dentes de leite se desenvolvem entre a sexta e sétima semana de vida intrauterina. Por esse motivo, é essencial que a mãe atente-se tanto aos cuidados bucais quanto à sua alimentação.

A verdade é que poucos especialistas do convênio dentário têm uma idade estabelecida como resposta para essa pergunta, mas o ideal é que o bebê seja levado quanto antes. O odontopediatra, ou dentista infantil, é responsável pelos cuidados da criança desde antes do nascimento dos primeiros dentes.

É recomendado pelo dentista infantil que, mesmo antes de nascer o primeiro dente de leite, uma limpeza na gengiva do bebê seja feita a partir do terceiro mês de vida, de forma delicada, com gaze ou lenço umedecido. Dessa forma, além de manter toda a região bucal higienizada, também já acostuma o bebê desde cedo que a manutenção na boca precisa ser feita. 

A partir do sexto mês, quando começa a despontar os dentes de leite, os pais devem estar familiarizados com técnicas para o alívio e desconforto da gengiva através de massagens e a utilização de recursos como mordedores. É nesse momento que também deve dar início a higienização com a escova.

Além disso, é através da odontopediatria que os pais podem buscar informações mais corretas e mais eficazes sobre os cuidados que se deve ter em casa, como também quais alimentos são os mais prejudiciais à saúde bucal da criança e quantas vezes é necessário fazer a higienização da boca.

Problemas bucais mais comuns em crianças

Considerando que a primeira dentição da criança é primordial para entender o desenvolvimento dos dentes que vão acompanhá-los pelo restante da vida, é importante atentar-se também para aos possíveis problemas genéticos que o bebê pode herdar dos pais ou avós.

Alguns desses problemas podem ser o câncer bucal, a fenda de palatina e até mesmo os dentes brancos. Muitas vezes, a má higienização não é o maior fator para que alguém tenha um sorriso amarelado. Apesar de ser a causa mais comum, pode ser também um fator genético.

Obviamente, nem todas as características genéticas acabam, de fato, passando de pai para filho. Entretanto, é fundamental fazer o acompanhamento e identificar possíveis doenças quanto antes, para que seja feito o tratamento profilático necessário. 

Cárie

O uso prolongado da mamadeira em crianças que já possuem dente são maléficos devido à possibilidade de se ter a ‘cárie de mamadeira’, por conta da dieta adocicada que a criança constitui, aumentando o risco.

O uso da mamadeira noturna sem que haja uma limpeza após a sua utilização pode provocar a cárie, podendo atingir qualquer um dos dentes. A perda precoce de um dente, por acidente ou cárie, pode fazer com que haja uma má formação dos outros dentes, como também um mau posicionamento dos restantes.

Por esse motivo é essencial seguir as indicações do dentista infantil quando se refere a higienização da boca. A partir do momento que o bebê tem dentes, já é importante limpá-los com uma escova e pasta dental adaptada para a idade. 

Os pais devem atentar-se ao momento certo de começar a usar pasta dental com flúor e fio dental, conforme recomendação do dentista infantil, pois pode variar conforme a idade, como também conforme as necessidades de cada criança.

Chupeta e mamadeira

O uso excessivo de chupetas e mamadeiras pode fazer com que haja um comprometimento em toda a saúde facial da criança, podendo levar ao mau posicionamento dos dentes, comprometendo as funções orais básicas, como a respiração nasal e a deglutição.

Além disso, pode influenciar na mordida aberta, como também na mordida cruzada posterior, interferindo diretamente no crescimento correto da criança.

Especialistas indicam que o uso da chupeta e da mamadeira deve ser o menor possível e que, dentro das possibilidades de cada mãe e criança, devem ser retirados do dia a dia do bebê quanto antes.É essencial que desde cedo os pais vejam a necessidade de levar suas crianças ao dentista infantil, pela oportunidade de manter a saúde bucal dos pequenos a melhor possível. Assim como os adultos, também é recomendado que as crianças se consultem com os dentistas dentro de um período de uma vez a cada seis meses.

Deixe seu comentário ↓

Dentalclean

O Blog Dentalclean existe para deixar você informado de tudo sobre a saúde bucal. Dicas, curiosidades, e orientações de dentistas especialistas no assunto. Acompanhe a gente nas redes sociais e fique por dentro dos lançamentos e novidades.

www.dentalclean.com.br

Tudo sobre os dentes da criança - Baixe o E-book Grátis

Siga a Dentalclean

Acompanhe a gente nas redes sociais e fique por dentro dos lançamentos e novidades.