Blog Dentalclean
enxaguante antibacteriano

Como um enxaguante antibacteriano pode auxiliar na recuperação de cirurgia dentária?

Avalie esse post!

Saiba porque é recomendado usar um enxaguante antibacteriano após processos cirúrgicos, como extração de dentes

O antisséptico bucal é um grande aliado da sua rotina de cuidados orais. Quando aliado a uma boa escovação e ao uso correto do fio dental, o produto ajuda a prevenir doenças e a garantir aquele hálito sempre fresco.

Outro ponto positivo dos enxaguantes bucais é que eles servem como um método alternativo para a higienização após estágios cirúrgicos. Isso porque o produto consegue eliminar as bactérias da boca quando a higienização está mais difícil, fazendo com que a boca fique limpa por completo.

Ficou curioso para saber mais o enxaguante antibacteriano e os inúmeros benefícios que ele oferece após processos cirúrgicos? Então, continue a leitura deste conteúdo, escrito pela Dra. Mariana para entender melhor sobre o assunto. 

Para que servem os enxaguantes bucais e como usá-los?

Antes de falar sobre o antisséptico com poder antibacteriano, é importante entender para que serve o enxaguante bucal. Vamos lá: esse tipo de produto contém componentes químicos que ajudam a manter a boca mais saudável, como a clorexidina 0,12% Isso porque o enxaguante complementa a higienização mecânica – escovação, uso de fio dental e limpeza da língua – e consegue eliminar bactérias causadoras de doenças, além de promover um hálito mais fresco.

Assim, a cavidade oral fica livre de microorganismos e, o seu sorriso, mais saudável. 

A forma correta de usar enxaguante bucal é fazendo bochechos com duração de 30 segundos até 1 minuto. E não precisa colocar bastante líquido na boca, ok? O ideal é cerca de 20 ml, que pode ser medido através da própria tampa do produto. Ah, e o enxaguante bucal deve ser usado de 1 a 2 vezes por dia após a rotina de cuidados com os dentes. Não há contraindicações no uso de enxaguante bucal, então você pode usar sem mais preocupações.  

Tipos de enxaguantes bucais: qual é o melhor?

A verdade é que não existe melhor ou pior quando o assunto é enxaguatório bucal. Tudo vai depender das suas necessidades e dos seus cuidados com a boca. Por outro lado, existem alguns tipos de enxaguatórios indicados para determinadas situações. Entenda melhor:

  • Enxaguante bucal com álcool: é o menos indicado. Isso porque a utilização contínua do produto pode provocar ressecamento da mucosa bucal, descamação dos tecidos moles da boca e inibição das glândulas salivares.
  • Enxaguante bucal sem álcool: é o que mais costuma ser incorporado na rotina de cuidados de milhares de pessoas. Existem enxaguantes bucais sem álcool com diversas opções de sabores, como menta e hortelã. 
  • Enxaguante bucal com flúor: por atuar na remineralização dos dentes, o enxaguatório bucal com flúor é o mais indicado para o tratamento de cáries. Além disso, o produto interfere no metabolismo de bactérias causadoras de tártaro. 
  • Enxaguatório com produtos naturais: esse tipo de enxaguante é mais procurado por quem não gosta de usar produtos com muitas formulações químicas. Geralmente, o enxaguante natural é feito à base de plantas. 
  • Enxaguatório bucal com clorexidina: enxaguante antibacteriano utilizado frequentemente para tratar estágios iniciais de gengivite. Ele também é indicado no período pós-cirúrgico. Calma, vamos explicar isso melhor.
  • Enxaguatório bucal para prevenção da Covid-19: enxaguante antibacteriano e antiviral lançado recentemente com fórmula específica para combater a Covid-19 na boca. Além desse benefício, também oferece todos os benefícios dos enxaguantes comuns. Clique aqui para conhecer essa novidade. 

Saiba mais sobre o enxaguante antibacteriano com clorexidina

A clorexidina faz muita diferença na odontologia. O motivo? A substância reduz significamente os microorganismos da cavidade bucal desde o primeiro uso. Dentistas usam a clorexidina antes e depois de procedimentos cirúrgicos para reduzir as chances de contaminação de bactérias e para limpar materiais. 

Além disso, no pós-cirúrgico, a clorexidina diminui a incidência de alveolite, uma complicação dolorosa que surge após a extração de um dente e causa um atraso na cicatrização, normalmente provocado pela desintegração parcial ou total do coágulo sanguíneo que se forma logo após extrair o dente. 

Os  enxaguantes antibacterianos também são utilizados em pacientes que, por algum motivo, estão impossibilitados de fazer a higiene oral, como por exemplo nas UTIs (Unidade de Terapia Intensiva). 

Em suma, o antisséptico bucal antibacteriano faz com que não haja a proliferação de bactérias, mantendo a ferida asséptica e promovendo a cicatrização após um processo de cirurgia na boca.

Conheça os enxaguantes antibacterianos para tratamento pós cirúrgico

Você sabia que a Dentalclean tem uma linha completa de produtos voltada especialmente para quem passou por um processo cirúrgico? É a linha Clinexidin.

Os géis e antissépticos da linha Clinexidin possuem fórmula com 0,12% de Clorexidina, que contribui para uma higienização mais completa e profunda, mesmo quando a boca ainda está sensível. Por serem antissépticos, os produtos potencializam a cicatrização e recuperação do tratamento, garantindo que você mantenha a boca saudável durante todo o processo. 

Por se tratar de uso externo e com ação tópica, nesses casos é recomendado o uso por no máximo 15 dias, após esse período consulte seu dentista para avaliar seu caso.

Ah, vale lembrar que o enxaguante antibacteriano com Clorexidina da Dentalclean tem embalagem de 1 litro com bico dosador que facilita o manuseio. Assim, você cuida da sua saúde oral sem fazer esforço. 

Clique para conhecer a linha de produtos Clinexidin. Você encontra desde escovas para pessoas com limitações motoras até géis que reduzem a placa bacteriana e enxaguantes antibacterianos com poder cicatrizante. 

Se você passou ou vai passar por um processo de cirurgia dentária, não deixe de usar esses produtos! Acredite: eles vão fazer toda a diferença na sua recuperação. 


Gostou de saber mais sobre o enxaguante antibacteriano para processos pós cirúrgicos? Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários que eu, Dra Mariana,  responderei você.

Deixe seu comentário ↓

Dra Mariana Furtado

Dra Mariana Furtado
Graduada pela Universidade Federal do Maranhão -2010
Mestre em Ortodontia - 2014
Especialista em Saúde da Família - 2014
Especialista em Implantodontia - 2016
Aperfeiçoamento em:
Cirurgia Oral Menor
Prótese sobre Implante
Harmonização Orofacial
Odontologia Estética
Odontologia Hospitalar

Tudo sobre os dentes da criança - Baixe o E-book Grátis

Siga a Dentalclean

Acompanhe a gente nas redes sociais e fique por dentro dos lançamentos e novidades.