Blog Dentalclean
Enxaguante para gengivite

Enxaguante para gengivite: saiba tudo sobre o assunto

Avalie esse post!

Enxaguante para gengivite pode ajudar no tratamento da doença? Confira!

Toda boca tem bactérias. Quando não bem cuidada, a saúde oral pode ficar ainda mais comprometida pela presença desses microrganismos, o que aumenta as chances de desenvolver doenças bucais, como cáries e a tão desagradável gengivite.

A inflamação na gengiva acontece devido a um desequilíbrio na higiene oral – bactérias começam a se proliferar na presença de restos alimentares, formando a placa bacteriana. A sua deposição na superfenda dentária promove um processo inflamatório no tecido gengival. A doença tem como sinais e sintomas um sangramento gengival espontâneo, edema (inchaço), promove o mau hálito frequente e um gosto ruim na boca. Isso sem falar na autoestima, que pode ficar comprometida devido ao aspecto avermelhado das gengivas. 

Entender melhor sobre o problema é o primeiro passo para começar a tratá-lo. Por isso, no conteúdo de hoje, você vai aprender tudo sobre o gengivite: o que é, causas, tratamento e muito mais. Além disso, vamos falar sobre o uso de enxaguante para gengivite e como o produto pode garantir uma boca mais saudável. 

Vamos lá? Continue a leitura para saber mais!

O que é gengivite?

É uma doença da gengiva que tende a resultar em vermelhidão, inchaço e sangramento do tecido gengival, principalmente ao escovar os dentes e passar fio dental.

Na maioria das vezes, a gengivite acontece em razão de déficit na frequência e através de uma limpeza bucal inadequada – bactérias começam a se alimentar dos restos de alimentos presentes na boca e se multiplicam, fixando-se na superfície dentária, dando origem a placa bacteriana que quando não removida pela ação mecânica da escovação, acomete o tecido gengival, o que causa a sua inflamação.

Quando não removida a placa bacteriana, a gengivite pode agravar para a periodontite, acometendo tecidos de suporte do dente. *A doença periodontal se caracteriza pela presença de espaços ou “bolsões” que podem se desenvolver entre a gengiva e os dentes (bolsa periodontal).*

Causas da gengivite

Além de maus hábitos de higiene bucal, existem outros fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver gengivite. Confira alguns deles:

  • Tabagismo;
  • Excesso de peso;
  • Gravidez;
  • Diabetes;
  • Imunidade baixa;
  • Deficiência de vitaminas;
  • Medicamentos contraceptivos;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Menopausa;
  • Alterações hormonais.

Quais são os sintomas da gengivite?

O sintoma mais clássico da gengivite é a gengiva vermelha, inchada e sensível, que pode sangrar em qualquer momento do dia, principalmente após escovar os dentes. Outro sintoma clássico da gengivite é o recuo ou retração da gengiva, o que dá aos dentes uma aparência alongada  (exposição da raiz), mobilidade dentária, pela sua perda de inserção.

Quando não tratado, a presença constante do cálculo, com bactérias gram negativas, formam as bolsas periodontais, drenando pus na cavidade oral, que aumentam o desconforto na hora de se alimentar e cuidar dos dentes.

Além disso, também é importante notar o mau hálito, um sintoma comum causado pela inflamação nas gengivas. 

Tratamento da gengivite

Você sabia que a gengivite, se não tratada, pode causar danos permanentes no dentes? Um deles é a periodontite, doença que afeta diretamente o suporte dentário, fazendo com que os dentes fiquem soltos e caiam em algum momento. Se isso acontecer, a mastigação e outras funções ficam prejudicadas, podendo desencadear até mesmo problemas estomacais. 

Por isso, é tão importante buscar o tratamento da gengivite. Como você pode perceber, a escovação adequada e o uso do fio dental são as práticas mais indicadas para evitar o problema. Isso porque bons hábitos de higiene bucal ajudam a remover as bactérias e os restos de alimentos depois da refeição. 

Além disso, você também pode prevenir a gengivite tendo uma alimentação correta, não fumando e indo ao dentista regularmente. 

Algumas vezes, quando a doença já está instalada nas gengivas, é preciso tomar remédios para controlar a ação das bactérias. Em casos mais leves, o dentista remove o tártaro dos dentes e orienta o uso de produtos específicos para reverter o quadro. 

Inclusive, o enxaguante para gengivite contendo clorexidina 0,12%  pode ser um grande aliado no tratamento da doença. 

Junto com a escovação e o uso do fio dental, ele completa um time que combate a inflamação bucal com sua ação antimicrobiana. Esse tipo de produto reduz a quantidade de bactérias nocivas e, assim, a placa bacteriana na boca – dando a chance do seu tecido gengival se cicatrizar e voltar ao estado normal e saudável. 

Conheça a linha de antissépticos bucais para gengivite da Dentalclean

A Dentalclean tem uma linha completa de enxaguantes bucais para a higiene completa da sua boca. Os produtos promovem uma suave sensação de refrescância, auxiliando no controle do mau hálito. Além disso, as fórmulas possuem componentes capazes de matar 99,9% das bactérias. Assim, sua boca fica saudável e livre de problemas. 

Clique aqui para conhecer os enxaguantes bucais da Dentalclean!

E aí curtiu o conteúdo do blog? Aqui, você encontra diversas informações sobre saúde oral e cuidado com os dentes. Fique de olho nos próximos posts para acompanhar as novidades que vem por aí!

Deixe seu comentário ↓

Dra Mariana Furtado

Dra Mariana Furtado
Graduada pela Universidade Federal do Maranhão -2010
Mestre em Ortodontia - 2014
Especialista em Saúde da Família - 2014
Especialista em Implantodontia - 2016
Aperfeiçoamento em:
Cirurgia Oral Menor
Prótese sobre Implante
Harmonização Orofacial
Odontologia Estética
Odontologia Hospitalar

Tudo sobre os dentes da criança - Baixe o E-book Grátis

Siga a Dentalclean

Acompanhe a gente nas redes sociais e fique por dentro dos lançamentos e novidades.