Blog Dentalclean

Cárie: causas e sintomas

Avalie esse post!

Entenda como se forma a cárie e como identificar uma das doenças bucais mais comuns no Brasil

Provavelmente você já teve ou conhece alguém que teve cárie. Segundo a última Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, cerca de 99% da população brasileira entre 35 e 44 anos tiveram ao menos um dente permanente cariado ao logo da vida. Sendo 17 a média de dentes atacados por cárie em uma pessoa até essa idade.

Apesar de a cárie ser uma doença bucal comum no país, pode se tornar um grave problema de saúde se não for diagnosticada e tratada a tempo, levando inclusive à extração do dente e a problemas de mastigação, fonética e autoestima do indivíduo. Por isso fique atento aos sintomas de cárie.

O que causa a cárie

Cada vez que pessoas ingerem alimentos açucarados, bactérias presentes na boca transformam imediatamente o açúcar em ácido. O ácido produzido, por sua vez, dissolve os minerais do esmalte dentário.

A boa notícia é que a saliva é um mecanismo natural de defesa, capaz de neutralizar a acidez da boca e repor os minerais perdidos. Além disso, o flúor presente nos cremes dentais e na água também já auxilia na remineralização para evitar prejuízos odontológicos.

Porém, quando os nossos dentes não passam pela limpeza adequada e são expostos a um grande e prolongado contato com açúcar, há um acúmulo de bactérias e uma produção excessiva de ácido, ultrapassando a capacidade natural de compensação.

É aí que surge a cárie!  A cárie é uma doença infectocontagiosa resultante da desmineralização do dente. É a desintegração das estruturas calcificadas dos dentes (esmalte, dentina e cemento) por causa dos ácidos produzidos por bactérias.

Sintomas de cárie

Os sinais da cárie vão desde uma perda mineral superficial até a destruição total do dente. E o desenvolvimento do dente cariado leva de semana a meses, podendo ser dividido em cinco fases e classificações com diferentes sintomas:

– Subclínica: nessa fase a desmineralização já começa a acontecer no dente, mas não causa nenhuma lesão visível a olho nu, portanto, não pode ser diagnosticada nem pelo exame clínico. Ela só é visualizada microscopicamente.

 – Mancha branca ativa: a desmineralização evolui para uma lesão de cárie que altera a textura e a coloração do dente, deixando-o rugoso e com manchas brancas opacas.

 

– Mancha branca inativa: a lesão de cárie pode ser paralisada com aplicação de flúor, limpeza adequada e modificação alimentar. Nesse caso, a cárie para de progredir, mas a mancha continua, apresentando uma textura lisa, com coloração brilhante branca ou escura.

 

– Cavidade ativa: se não houver reversão do processo de cárie, a mancha branca forma buracos no dente. As perfurações começam esbranquiçadas e foscas, mas têm aspecto marrom claro ou amarelado, úmido e amolecido quando atingem camadas dentárias mais profundas.

 

– Cavidade inativa: já os buracos inativos têm um aspecto endurecido e, em geral, marrom escuro. Eles se apresentam com essas características quando a perda mineral do dente é controlada, como no caso da mancha branca em inatividade.

 

Dor de dente e sensibilidade dentária também são sintomas a serem observados, já que podem significar o ataque por cárie na polpa do dente, conjunto de nervos e vasos sanguíneos.

Em geral, todos os sintomas apresentados acima são observados nas áreas dentárias de difícil limpeza, como na região entre a gengiva e os dentes, na superfície dos dentes posteriores e entre os dentes.

Diagnóstico e tratamento

É importante salientar que a mancha branca de cárie pode ser confundida com outras lesões do esmalte e que a identificação dos sintomas não exclui a necessidade de um exame clínico. É o dentista quem poderá indicar as melhores medidas de intervenção.

Entre os tratamentos utilizados para a cárie estão a restauração da superfície do dente, a aplicação de selantes, o tratamento de lesão branca e a extração dentária.

COMPRE AQUI!

Regenerador

O gel dental Regenerador Diário desenvolvido pela Dentaclean também é um aliado no processo de prevenção e tratamento de cárie. Sua fórmula foi criada a partir de um estudo na Universidade de São Paulo (USP) com mais de 2 mil pacientes. Os ativos do regenerador potencializam a ação do flúor 1450ppmm para remineralização do esmalte dentário, chegando até regredir a cárie em estágio inicial. Experimente!

 

(Crédito das imagens – Livro Cariologia: Conceitos Básicos, Diagnóstico e Tratamento Não Restaurador)

 

 

 

Dentalclean

O Blog Dentalclean existe para deixar você informado de tudo sobre a saúde bucal. Dicas, curiosidades, e orientações de dentistas especialistas no assunto. Acompanhe a gente nas redes sociais e fique por dentro dos lançamentos e novidades.

www.dentalclean.com.br

Tudo sobre os dentes da criança - Baixe o E-book Grátis

Siga a Dentalclean

Acompanhe a gente nas redes sociais e fique por dentro dos lançamentos e novidades.